Existem venenos que matam instantaneamente. Sempre que chegamos próximos de um destes ficamos bem espertos. Normalmente estas substâncias são cercadas de muito cuidado, placas indicativas de sua letalidade e uma série de restrições. Talvez esse tipo de veneno seja o que menos mata, devido a grande visualização que se tem dos males instantaneos que causa e o cuidado extremo que o cerca. Os venenos lentos são muito mais perigosos. Não os percebemos com facilidade, convivemos com eles, os absorvemos, mas quase não os sentimos. Eles vão se acumulando em nosso organismo e ao longo de um tempo provocam seus danos. Penetram em nós e não sentimos logo de cara, mas um dia os efeitos aparecem, devastando nossas vidas. As falsas doutrinas, principalmente as disfarçadas de verdadeiras são como os venenos lentos. Elas vão sendo lançadas e muitos vão absorvendo, convivendo com elas, defendendo-as. Sua fé, seu compromisso, suas convicções vão sendo destruídas e às vezes nem se percebe. O estrago vai aparecendo com o tempo, vai se manifestando de forma destruidora, vai minando as forças até que talvez seja tarde… O que você tem absorvido em sua igreja, nos livros que lê, nas pregações dos tele-evangelistas que assiste(…), remédio ou veneno? Não fique sem jeito de responder, achando que está pecando ou que está julgando um homem sagrado ou coisa parecida, pois os crentes de Beréia, antes de absorver qualquer ensino, mesmo o do apóstolo Paulo, faziam o teste [Usando as Escrituras Sagradas] e viam se era veneno ou não: “Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.” (Atos 17. 11) Depois de fazer o teste, sendo remédio absorviam, sendo veneno jogavam fora para bem longe! Por isso, cuidado, não tome veneno!!

Por André Sanchez
http://www.esbocandoideias.com/2009/12/cuidado-nao-tome-veneno.html